Suzano e Klabin podem ter ações impulsionadas pela alta da celulose na China

Análise é da XP Investimentos, que tem visão positiva no longo prazo quanto à recomposição de margens do produtor de papel na China. As ações da Suzano e da Klabin podem ser favorecidas pela valorização dos preços da celulose na China nesta semana, segundo análise da XP Investimentos.




21/05/2020 - As ações da Suzano e da Klabin podem ser favorecidas pela valorização dos preços da celulose na China nesta semana, segundo análise da XP Investimentos.


A corretora reafirma o preço-alvo dos papéis da Suzano e da Klabin para R$ 43 e R$ 18,50, respectivamente, com recomendação de compra.


Com a alta de US$ 4 por tonelada da commoditie, agora negociada a US$ 473,3/t, a XP tem visão positiva no longo prazo quanto à recomposição de margens do produtor de papel na China. O comentário é assinado por Yuri Pereira, analista de Papel & Celulose da XP Investimentos.


Preço de celulose cai no mercado chinês e deve atrapalhar Suzano e Klabin, estima XP

A corretora manteve visão positiva no longo prazo para Suzano e Klabin com a recomposição de margens dos produtores de papel na China (Imagem: Site/Klabin).


A queda nos preços da celulose de fibra curta na China para US$ 471 a tonelada deve pressionar os papéis da Suzano (SUZB3) e da Klabin (KLBN11) durante o pregão desta terça-feira (19), avaliou a XP Investimentos.


Contrariando as estimativas da corretora, os papéis das duas empresas começaram a ser negociadas na Bolsa em alta. Por volta das 10h47, Suzano registrava crescimento de 0,51% a R$ 41,39, enquanto Klabin subia 0,4% a R$ 20,08.


Apesar da notícia negativa a curto prazo, a corretora manteve visão positiva no longo prazo com a recomposição de margens dos produtores de papel no país asiático. A recomendação é de compra para ambos os nomes, com preço-alvo de R$ 43 para Suzano e de R$ 18,50 para Klabin.


Fontes: Tissue Online / Money Times