Klabin tem três projetos premiados pelo Diálogo Florestal

Ações de conservação de recursos hídricos, manejo florestal e agricultura familiar foram destaque. A Klabin teve três projetos reconhecidos pelo Diálogo Florestal, iniciativa que reúne empresas de base florestal, organizações ambientalistas e movimentos sociais. As ações são de conservação de recursos hídricos, manejo florestal e agricultura familiar, ocupando os três primeiros lugares da premiação. O reconhecimento reforça a política de sustentabilidade da Klabin.




11/07/2019 - A Klabin teve três projetos reconhecidos pelo Diálogo Florestal, iniciativa que reúne empresas de base florestal, organizações ambientalistas e movimentos sociais. As ações são de conservação de recursos hídricos, manejo florestal e agricultura familiar, ocupando os três primeiros lugares da premiação. Os projetos vencedores, que concorreram com trabalhos de empresas de todo o Brasil, foram: Planejamento Florestal – Microbacias e Hidrossolidariedade; Restauração florestal, Formação de Corredores Ecológicos e Conservação de Recursos Hídricos; e Restauração de Manancial de Abastecimento Público e Educação Ambiental.


O reconhecimento reforça a política de sustentabilidade da Klabin e sua preocupação com as comunidades próximas às suas operações. Sua atuação socioambiental engloba desde iniciativas de diálogo e engajamento, até gestão de impactos nessas localidades. “Somos pioneiros na criação e manutenção de mosaicos florestais, entremeando florestas plantadas e  preservação de matas nativas, com  a criação de corredores ecológicos que permitem o trânsito de uma biodiversidade riquíssima. Além disso, ajudamos na conservação de recursos hídricos que abastecem diversas comunidades e desenvolvemos programas voltados à agricultura familiar”, afirma Uilson Paiva, gerente de Relações com a Comunidade da Klabin.


O Diálogo Florestal é uma iniciativa independente que facilita a interação entre representantes de empresas do setor de base florestal, organizações ambientalistas e movimentos sociais com o objetivo de construir visão e agendas comuns entre esses setores. O prêmio visa fortalecer e multiplicar ações de conservação do meio ambiente no Brasil. Os projetos inscritos pelas empresas são avaliados pela comissão do Diálogo Florestal por meio de quatro critérios: ambiental, hidrológico, social e econômico.

 

SOBRE OS PROJETOS

Planejamento Florestal: Microbacias e Hidrossolidariedade – envolve o desenvolvimento de uma matriz de avaliação de impactos das operações florestais no meio ambiente e nas comunidades, com parâmetros para indicar medidas mitigatórias, integrando a produção aos cuidados com a biodiversidade e redução de impactos sociais.


Restauração florestal, formação de corredores ecológicos e conservação de recursos hídricos – destinado ao desenvolvimento do programa Matas Legais, que compreende ações de restauração florestal de áreas de preservação permanente e de educação ambiental para parceiros do Fomento Florestal.


Restauração de manancial de abastecimento público e educação ambiental – Trabalho de restauração florestal realizado por meio do programa Matas Sociais, que tem como objetivo o fortalecimento ambiental, social e econômico de pequenas e médias propriedades rurais da agricultura familiar.


Fonte: Assessoria de Imprensa – Klabin