NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Klabin bate recorde na produção de celulose

A empresa Klabin registrou no último trimestre um recorde na produção de celulose na Unidade da Puma, em Ortigueira. Ao todo, foram 416 mil toneladas produzidas somente nos últimos três meses de 2018. De acordo com os dados da empresa, as vendas de celulose da Unidade Puma, que tem operado acima da sua capacidade nominal, atingiram 399 mil toneladas, crescimento de 10% na comparação com o mesmo período de 2017. A empresa também obteve lucro líquido de R$ 913 mi no 4º tri.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Exportações do agro em 12 meses somam US$ 102,14 bilhões

As exportações brasileiras do agronegócio atingiram US$ 6,63 bilhões no primeiro mês do ano, 7,4% acima dos US$ 6,17 bilhões de janeiro do ano passado. No acumulado de 12 meses, entre fevereiro de 2018 e janeiro último, o resultado chegou a US$ 102,14 bilhões, em alta de 6% em comparação com os US$ 96,32 bilhões dos 12 meses imediatamente anteriores. As importações de produtos do agro totalizaram US$ 14,04 bilhões, com retração de 0,5% em relação ao período anterior.

Saiba

Instituto CENIBRA reforça investimento na Educação de Belo Oriente

Nesta semana os produtores do Projeto Família que lê, realizado por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, via Ministério da Cidadania, com patrocínio da CENIBRA, iniciaram as atividades de 2019 em Belo Oriente. Foram realizadas ações de assessoria em relação às normatizações da Secretaria Municipal de Educação, finalizando os estudos coletivos fundamentais para os documentos PPP e Regimento Escolar.

Saiba

Multinacionais querem comprar fabricantes de tissue no Brasil

Estrangeiros buscam ativos de papel no país. Grandes produtores estrangeiros de celulose e papel estão em busca de ativos de papel para fins sanitários (tissue) no Brasil. Ao mesmo tempo, diferentes fabricantes nacionais de papel higiênico estão à venda ou seus controladores, em geral famílias, estão abertos a conversar com potenciais compradores, depois que o forte aumento de custos e o excesso de oferta no mercado local comprimiram as margens entre 2017 e 2018.

Saiba

FIQUE POR DENTRO